Forum Fant@stik - Powered by vBulletin



  • Rádio Fant@stiK
    • A Carregar...
      A Carregar...
      Powered by IsRadio AJAX v.3.0 
+ Responder + Criar Novo Tópico
Mostrando resultados 1 até 1 de 1
Partilhar
  1. Report this post as Copyrighted!       #1
    Sub-Administrador Avatar de jeremias Ver Lista de Donativos
    Pontos: 285,067, Nível: 100
    Pontos: 285,067, Nível: 100
    Nível completado: 0%,
    Pontos requeridos para o próximo Nível: 0
    Nível completado: 0%, Pontos requeridos para o próximo Nível: 0
    Atividade geral: 99.9%
    Atividade geral: 99.9%
    Conquistas:
    Mais de 3 AmigosVeteranoEtiquetador de 1ª ClasseCriou Álbuns de ImagensRecomendação de 1ª Classe50000 Pontos de ExperiênciaHiperActivo
    Prémios:
    DownloadsCriador de EtiquetasTerminador de DiscussõesLouvor de Postagens


    Registado em
    Dec 2007
    Localização
    Quinta do Conde
    Idade
    74
    Sexo
    Sexo Masculino
    Respostas
    49,863
    Pontos
    285,067
    Nível
    100
    Agradeceram-lhe 3,387 vezes em 2,475 mensagens.
    Segue jeremias no Facebook

    Padrão OPA: Mexia só espera desenvolvimentos em 2019 por ser um "processo longo"

    OPA: Mexia só espera desenvolvimentos em 2019 por ser um "processo longo"

    O presidente executivo da EDP, António Mexia, disse hoje só esperar desenvolvimentos em 2019 na oferta pública de aquisição (OPA) feita pela China Three Gorges à elétrica, por ser um "processo inevitavelmente longo" e necessitar de "muitas autorizações".


    © Reuters


    HÁ 1 HORA POR LUSA
    ECONOMIA EMPRESAS










    "Este processo é um processo naturalmente longo porque a análise regulatória se faz em muitos países, em mais de uma dezena, e há questões muito importantes a tratar pela companhia e pelos reguladores e por isso é um processo que em 2019 terá ainda desenvolvimentos", afirmou o responsável, que falava à margem da conferência "Portugal-China, uma relação com futuro", em Belém, Lisboa.
    Recordando que isso não depende nem da EDP nem da CTG, mas antes da "resposta dos reguladores", António Mexia considerou que em causa estão "provavelmente meses".
    A conferência de hoje, que acontece na véspera da visita do Presidente da China, Xi Jinping, a Portugal, reuniu responsáveis de várias empresas com acionistas chineses.
    Questionado se a visita influencia o processo da OPA, António Mexia disse que isso acontece "no meio de um percurso".
    "As entidades competentes [...] estão a fazer aquilo que lhes compete", pelo que "o percurso está a seguir normalmente e vamos ver quais são os resultados", referiu o responsável, vincando não ser "nada de esperar nestes dias".
    No início do mês, a CMVM advertiu que as OPA lançadas pela CTG à EDP e à EDP Renováveis devem ser lançadas "em simultâneo", estando a operação sujeita "ao sucesso" na elétrica.
    "Perante o anúncio público da intenção de adquirir as duas sociedades em causa, as ofertas devem -- em conformidade com a prática seguida em operações anteriores -- ser lançadas em simultâneo", indicou a CMVM.
    Aquela entidade reguladora assinalou, porém, que "o sucesso da OPA" sobre a sobre a EDP Renováveis fica, contudo, "sujeito ao sucesso da OPA sobre a EDP", a sociedade dominante.
    O esclarecimento surge depois de, no final de junho passado, a EDP Renováveis ter questionado a CMVM sobre este processo.
    Em 11 de maio passado, a CTG anunciou a intenção de lançar uma OPA voluntária sobre o capital da EDP, oferecendo uma contrapartida de 3,26 euros por cada ação, cujo pedido foi registado junto do regulador, sem alterações ao preço oferecido inicialmente.
    O preço oferecido pela CTG é a principal razão pela qual a administração da EDP tem recomendado aos acionistas que não aceitem esta oferta, por não refletir adequadamente o valor da elétrica, pois o prémio implícito é baixo, considerando a prática pelas empresas europeias do setor.
    A administração da EDP realça ainda que o preço proposto está abaixo do oferecido em 2011, quando a CTG adquiriu 21,35% da elétrica.
    Também o Conselho de Administração da EDP Renováveis, liderado por Manso Neto, recomendou aos acionistas "não aceitar o preço da oferta" da CTG, por não traduzir o valor da empresa, e considerou que "o calendário proposto subjacente à oferta poderá não corresponder aos melhores interesses dos acionistas da EDP Renováveis e deveria ser clarificado".
    A CTG, que já detém 23,27% do capital social da EDP, pretende manter a empresa com sede em Portugal e cotada na bolsa de Lisboa.



  2. # ADS
    Circuit advertisement
    Registado em
    Always
    Localização
    Advertising world
    Idade
    2010
    Respostas
    Many


     

+ Responder + Criar Novo Tópico

Informações do Tópico

Users Browsing this Thread

Estão neste momento 1 membros a ler este tópico. (0 membros e 1 visitantes)

     

Palavras Chave para este Tópico

Favoritos

Regras para Respostas

  • Você não pode criar novos tópicos
  • Você não pode criar respostas
  • Você não pode criar anexos
  • Você não pode editar suas respostas

http://www.forumfantastik.net/forum tested by Norton Security http://www.forumfantastik.net/forum tested by McAfee Security